Lemos | Battle Angel Alita 01 – Anjo Enferrujado da JBC

Tá procurando um mangá diferente? É hora de conhecer esse clássico cyberpunk pela JBC

Lançado em Novembro do ano passado pela Editora JBC, já está disponível nas lojas especializadas e livrarias o mangá Battle Angel Alita – Gunnm Hyper Future Vision volume 1 – Anjo Enferrujado. A série criada por Yukito Kishiro foi lançada em 1990 no Japão na Business Jump da Shueisha em 9 volumes. Aqui no Brasil a própria JBC já havia lançado no formato meio tanko em 18 edições, que agora volta em edição de luxo no formato big em 4 volumes, sendo que o último chega esse mês. Dois volumes do mangá foram adaptados em anime e um filme live action com produção de James Cameron e dirigido por Robert Rodriguez está programado para o final desse ano. Na história, seguimos a ciborgue Alita em sua luta para sobreviver e recuperar sua memória na distópica Cidade da Sucata. Ao lado do engenheiro Daisuke Ido, ela se torna uma Guerreira Caçadora, mas sabe que a chave para desvendar o seu passado está na cidade flutuante de Zalem.

Sem entrar em muitos spoilers da história, posso dizer que para quem gosta de ficção científica é um prato cheio. Impossível não traçar um paralelo com outro grande clássico cyberpunk lançado pela editora, Ghost in the Shell, cuja análise dos volumes 1 e 2, você pode conferir clicando aqui e aqui. Acho as duas séries incríveis, no entanto, em Ghost in the Shell creio que temos mais o foco na tecnologia, inteligência artificial e um tom mais profundo/filosófico. Em Alita acho que a grande vantagem é que a história não prende tanto aos jargões tecnológicos e corre mais solta. Claro, a tecnologia é parte essencial na trama desde o começo quando Ido encontra a carcaça de Alita no ferro velho e a adapta em um novo corpo. Também é destaque toda a mitologia criada por Kishiro no mundo que é mantido por máquinas,  os Deckmen, autômatos que mandam suprimentos da Cidade da Sucata para Zalem. Também são destaques no primeiro volume os Guerreiros Caçadores, dentre eles Zapan, antagonista da nossa heroína. A Cidade da Sucata traz um cenário que acaba se tornando um personagem da história, já que a vida dos personagens está interligada à cidade de alguma maneira na difícil sobrevivência de um mundo com poucos recursos. Zalem também é importante, ainda que não apareça em si neste volume, é contraste com o mundo decadente dos personagens. Também é alvo de sonhos e esperanças incorporados pelo humano Yugo que também é um dos destaques na história. A arte de Kishiro é competente, limpa, seja nas cenas de ação ou da história e reflexões dos personagens. A JBC mais uma vez traz uma edição muito bacana com capa cartonada, papel lux cream e algumas páginas coloridas que são lindas. Aliás as edições anteriores de 2003 e 2004 também eram inovadoras pois traziam sobrecapas que são muito utilizadas no Japão. O formato big é uma opção bacana pois condensa a série longa em poucos volumes, valoriza a arte do autor, além das páginas coloridas que são um show a parte. O trabalho editorial também é bacana com notas de rodapé ao longo da edição que explicam alguns pontos importantes da trama. Vale a pena investir nessa edição bacana, que apesar de um preço relativamente elevado sempre tem promoções por aí, como no Amazon, que você pode adquirir clicando aqui.

Químico, pai e professor no mundo real, Felipe, vulgo Nerd sempre foi apaixonado por quadrinhos,cinema e TV. Também adora escrever e discutir sobre os temas nas horas vagas, o que o trouxe a GameplayRJ, sua morada na internet.

Comentários

comentários