Keyd perde para a ProGaming, KaBum surpreende novamente e vence a PaiN

A line up da Vivo Keyd sofreu a primeira derrota em séries na história do CBLoL, para a Progaming. Kabum apresenta um jogo sólido e vence a Pain.

A segunda rodada do CBLoL chega ao fim, e com muitas surpresas: Enfim, o Exódia foi obliterado. Em uma série sensacional, a Progaming aplicou um sólido 2 a 0 contra a Vivo Keyd, pondo fim a invencibilidade da line up ex-INTZ, que nunca havia perdido uma série sequer no CBLoL. No segundo jogo, a Kabum mostra que a vitória sobre a CNB não foi apenas sorte. A campeã do Circuito Desafiante aplicou dois jogos sólidos e dominantes, e conseguiu vencer a Pain com um 2 a 1 muito dominante nas partidas vencidas pela Kabum.

 

Progaming (2) – (0) Vivo Keyd 

Não foi sorte, foi mérito. A Progaming entrou para a segunda rodada do CBLoL com uma grande pedra no caminho. Eles tinham de  derrotar a o time mais vitorioso do Brasil, ou amargariam o fundo da tabela, com nenhum ponto ganho. Quando entraram em Summoners Rift com uma composição extremamente forte em Team Fights (nas duas partidas), a Progaming só tinha uma coisa a fazer: Ir para cima. E eles foram.

Com lutas incríveis, a Progaming conseguia eliminar um alvo prioritário dos guerreiros muito rapidamente, desestabilizando a luta. Nas duas partidas, apesar do domínio de visão ter sido bem parelho, as lutas foram todas a favor da Progaming. Seja com as belíssimas iniciações feitas por Professor ou por Skybart, ou com o posicionamento impecável de Luska, que não morreu na partida, a Keyd foi cedendo aos poucos, até enfim cair. A Progaming havia conseguido derrubar uma das melhores line ups da história do LoL brasileiro, e sua escalada para o topo estava apenas começando.

 

Kabum (2) – (1) Pain Gaming

Duas equipes que ganharam na primeira semana. A PaiN, que investiu em uma comissão técnica com 9 membros e a Kabum, campeã do Circuito Desafiante, tentando se provar no CBLoL. Quem ganhasse a partida iria dividir o topo da tabela com a RED Corinthias, e o perdedor ficaria embolado no meio da tabela. A Kabum, que havia surpreendido a CNB na primeira rodada, quis mostrar que tinha muitas outras cartas na manga. E conseguiu. Em uma primeira partida extremamente dominante, a Kabum conseguiu controlar o mapa, a visão, e dar vantagem para quem precisava: O atirador Titan. Com sua Kalista, ele foi decisivo em todas as lutas, garantindo até um Quadra Kill no final do jogo, selando a vitória dos alaranjados e abrindo a série.

A PaiN, no entanto, não se abalou. Conseguiram recuperar os ânimos e lutarem bem na segunda partida, contando com uma atuação muito boa do Topo Takeshi. Com seu Ornn, ele não deu espaço para o Kog Maw de Titan brilhar, neutralizando o Hyper Carry e dando espaço para seu time limpar as team fights. A Pain havia empatado o jogo, e tinha a chance de virar a série.

O jogo decisivo foi um tanto unilateral. Zantins, com seu Gangplank, dominou a toplane completamente, não permitindo que o Gnar de Takeshi fizesse um movimento errado. Com a vantagem do toplaner, a Kabum forçava lutas sabendo que contaria com a utilidade global de Zantins. Com o placar de 7 a 1 em abates, 12 mil de ouro na frente, sendo 6 mil apenas nas mão de Zantins a frente de Takeshi, a Kabum derrubou o Nexus da Pain, e conseguiu a vitória na série.

Com isso, a Kabum finaliza a rodada líder, ao lado da RED Corinthias. Confira a tabela após a 2ª rodada do CBLoL.

Na internet, Kcanibu é um youtuber, gamer e editor de vídeo apaixonado por tudo que envolva efeitos especiais e muito CGI. Fora da internet, Miguel cursa jornalismo na faculdade, lê todo e qualquer livro que apareça em sua estante e gasta as poucas horas que sobram vendo filmes e séries, e tentando escrever algo que preste.

Comentários

comentários