JBC: novo modelo de distribuição

Confira como vai funcionar a distribuição dos seus mangás favoritos

A crise editorial é uma realidade no mercado brasileiro. Editoras de longa data como a Abril estão fechando, livraria como a Cultura abriram recuperação judicial. A JBC, a maior editora de mangás no Brasil e uma das pioneiras no país vem traçando estratégias para driblar a crise e não prejudicar os fãs. Uma delas é o lançamento de mangás no formato digital, incluindo Edens Zero, que vem saindo simultaneamente com o Japão, como já anunciamos aqui. Além dele, outros títulos já lançados pela editora tem migrado para esse formato. Agora a editora adotou outra estratégia para a distribuição dos títulos físicos que foram prejudicados com o fim da Editora Abril, que também era proprietária dos serviços de distribuição de várias editoras. Em seu último vídeo do canal da editora Henshin Online, a editora trouxe detalhes do novo modelo de distribuição, que vai ser chamado de “Era das Temporadas”. A partir de agora, os mangás da Editora JBC não serão mais distribuídos em bancas de jornal, outro modelo que infelizmente também vem falindo no país. Mas continuarão sendo distribuídos em grandes livrarias e lojas especializadas, alguns com periodicidade definida, mas outros seguindo o formato de “temporadas”. Isso quer dizer que alguns títulos terão o lançamento de 2 a 4 volumes de uma vez. E se você já está arrancando os cabelos e quebrando o cofrinho, não se preocupe. Apesar de serem lançados vários volumes, estes ficarão mais tempo disponíveis nas lojas, ao contrário dos 30 à 60 dias convencionais em bancas. Assim, o leitor pode comprar aos poucos, ou fazer uma grande compra e parcelar no seu cartão. A editora também vai adotar um sistema de reposição mais ágil. Assim por exemplo, FullMetal Alchemist vai receber os volumes 23 e 24, seguidos da reposição do primeiro volume da coleção. Com isso, a editora pretende acabar mais rápido as coleções muito longas e, também, com os mangás ainda em publicação no Japão, alcançar o último volume lançado por lá e lançar os novos volumes o mais próximo possível do Japão. É o caso de My Hero Academia, um dos grandes sucessos do momento. A editora também já fechou contrato com a Shueisha, uma das maiores editoras por lá para trazer os títulos digitais e dizem que tem mais uma grande editora em negociação. Como leitor das antigas, achei a estratégia muito inovadora e claro que causa certa estranheza por se tratar de um novo modelo. Mas basta raciocinar com calma, e compreender que sem dúvida é muito melhor esse novo sistema do que ficarmos sem acesso aos nossos mangás favoritos, principalmente aqueles que já estamos colecionando. IFiquem ligados para mais novidades aqui no GamePlay RJ ou nos canais da editora.

Químico, pai e professor no mundo real, Felipe, vulgo Nerd sempre foi apaixonado por quadrinhos,cinema e TV. Também adora escrever e discutir sobre os temas nas horas vagas, o que o trouxe a GameplayRJ, sua morada na internet.

Comentários

comentários