GOVERNO BRASILEIRO PODE ACABAR COM NOSSA INTERNET LIVRE

A internet do Brasil está em perigo, novamente, o Governo pode destruir tudo.

O setor de telecomunicações no Brasil se articula para pressionar as autoridades a fim de acabar com a neutralidade da rede por aqui. A pressão seria um reflexo das discussões que acontecem atualmente nos Estados Unidos e podem colocar fim ao mesmo princípio no país norte-americano.

Em reportagem desta terça-feira, o jornal O Globo cita uma fonte do setor de telecomunicações para afirmar a existência da articulação pelo fim da neutralidade, garantida pelo Marco Civil da Internet. Na opinião das empresas, o princípio de uma internet neutra interfere na gestão da rede e impede que as companhias deem prioridade a alguns clientes sem reduzir a qualidade do serviço de outros.

“A mudança nos EUA vai criar um debate no Brasil que pode resultar na mudança do Marco Civil da Internet”, afirmou a fonte anônima. “Não é cabível que uma lei interfira no processo de gestão de rede. Com o avanço da internet das coisas e da digitalização das empresas, não faz sentido todos os clientes terem o mesmo tratamento. A decisão dos EUA reforça esse entendimento.”

Na Neutralidade da rede as operadoras (Oi,Vivo, Net, GTV,TIM, Claro, etc ) não tem nenhum controle sobre o que você pode ou não utilizar na internet, eles provem o serviço de internet e você pode utilizar a rede para acessar e fazer o que quiser, apenas sendo necessário pagar pelo serviço. O poder público quer remover esta neutralidade da internet.

Cabe lembrar que sem a Neutralidade da Rede as operadoras podem ter o controle total sobre o conteúdo fornecido, pois o usuário final terá que pagar pela velocidade de download e upload, além do tipo de serviço e/ou pacote! Isso fará com que o serviço de internet se torne infinitamente mais caro.

Um outro exemplo é Portugal, um país onde não há neutralidade da rede e lá as pessoas não contratam mais um único pacote de internet. Elas partem sempre de um pacote básico e precisam contratar “blocos” de dados extra. Tal qual em uma TV por assinatura, onde você pode assinar o pacote Telecine, HBO e de esportes, algumas empresas de internet em Portugal vendem separadamente os pacotes para acesso a serviços de vídeo, de música e redes sociais.

Vamos aguardar para ver o desenrolar desta “história” por parte do poder público e vamos, com toda certeza, lutar para que isso não aconteça, pois regular a internet que usamos é uma involução, uma regressão, de tudo que conquistamos ao longo dos anos.

Fonte TecMundo

Fonte O Globo

Arquiteto meio frustrado, Streamer na TwitchTv, YouTuber, editor de vídeos, gamer e nerd em tempo integral. Ricardo, conhecido como Zero, sempre foi apaixonado por Star Wars, séries, games e tecnologia. Também adora compartilhar no GameplayRJ seus achados e curiosidades sobre o mundo dos games.

Comentários

comentários