CBLOL | Em série histórica, a CNB vence a Progaming e avança na Escalada

Com torcida no estúdio, CNB e Progaming dão início à Escalada, na busca pela vaga na Final contra a Kabum.

Pela primeira vez, a fase de “playoffs” do CBLoL recebe a torcida nos Estúdios da Riot Games. A CNB, depois de uma retomada bonita de se ver, enfrentou uma Progaming fragilizada depois de 2 vitórias. O vencedor passa para a próxima fase da escalada, e enfrenta a Vivo Keyd.

 

Jogo 1

A CNB vinha de uma crescente, ganhando as 3 últimas séries que disputaram. A Progaming precisava se reencontrar no Campeonato, e a primeira partida definiria muito. A confiança das duas equipes estava em prova, e com a pressão da torcida (contra ou a favor), essa missão se torna ainda mais difícil, contando que grande parte dos jogadores da PRG nunca haviam jogado com público. Os picks e bans começaram ao som de muita gritaria dos torcedores que, em sua maioria, apoiavam os blumers.

Ambos os times apostaram em composições que escalam com um tempo. Xerath e Ezreal por parte da Progaming contra um Azir e um Swain. Os Blumers tinham  dano puro e direto, e a Progaming atacava a distância. Se alguma das equipes conseguissem uma vantagem cedo, o jogo começaria a ficar desbalanceado. Mesmo garantindo um First Blood extremamente rápido, a Progaming não conseguiu manter a vantagem, ou melhor: Não conseguiu transformar a vantagem que adquirira em algo mais concreto. A CNB foi aos poucos se reerguendo na partida, aproveitando dos erros dos adversários, e parecia que tinham o jogo na mão, até vacilarem. Mesmo com o Barão e incríveis 4 minions canhão, a CNB foi incapaz de fechar a partida por mais pelo menos 10 minutos, até Robo e seu Swain fazer um flanco perfeito, eliminarem 4 jogadores e abrirem a MD5 com uma vitória, que ainda tendo muitos erros, elevou a moral dos Blumers.

 

Jogo 2

O segundo jogo de uma melhor de 5 é um dos mais importantes. A equipe que perdeu tem a chance de empatar a série e recuperar sua moral, e o vencedor pode abrir duas partidas de vantagem e jogar o jogo psicológico contra o adversário. Depois de uma partida caótica, CNB e Progaming tinham de  consertar os erros se quisessem vencer o adversário. Em parte, ambas conseguiram ajustar os deslizes. A CNB começou criando boas vantagens e trocando objetivos de forma rápida, enquanto a Progaming apostava no split push do  Gangplank de Skybart. Parecia que a Progaming tinha o controle do jogo, mas os Blumers fizeram duas excelentes lutas e garantiram um barão e o controle total do jogo. Apenas um milagre, ou uma jogada muito bem executada, salvaria a Progaming.

E o salvador foi Minerva. Após um erro de posicionamento da CNB, o caçador da Progaming conseguiu jogar 4 dos jogadores blumers em direção ao seu time, e Goku apenas ultou, garantindo um Quadra Kill instantâneo, e depois garantindo o Penta. Jogando na frente, a Progaming conseguia rapidamente eliminar Pbo e Rakin, e não deu mais espaço para a CNB jogar. Depois de 2 aces, a Progaming empatou a série 1 a 1.

 

Jogo 3

Sem dúvida o jogo mais importante da série. Com uma partida para cada lado, as duas equipes precisavam dar um “step up” para criar o elemento diferencial que desempataria a melhor de 5. Seja uma jogada incrível, como Minerva havia feito na segunda partida, ou uma chamada de responsabilidade, por parte de Robo no primeiro jogo. CNB e Progaming precisavam de um pilar sólido para conseguirem se estabelecerem na série e manter o sonho do título vivo. E esse pilar tem nome, e veste uma camisa azul e branca.

Até o mais leigo espectador conseguiria escolher um destaque para essa partida. Depois de 2 semanas afastado, Rakin voltou para a titularidade com uma força incrível. Jogando com seu Ryze, campeão que é uma de suas marcas registradas, ele conseguiu controlar completamente o jogo. Garantiu o First Blood, após uma jogada sensacional de Turtle, e praticamente sozinho dominou o restante da partida. Nunca antes o meme “Rakin 1v9” fez tanto sentido quanto nesse terceiro jogo da série. Parecia impossível pegar o Ryze, e isso só abria espaço para a CNB controlar as lutas e acabar ganhando o jogo, e ficando a apenas 1 vitória da próxima fase da Escalada.

 

Jogo 4

Para a Progaming, era vencer ou morrer. O time liderado por Djocko precisava ganhar as duas próximas partidas para conseguir passar de fase. É de se esperar que o psicológico comece a pesar em uma hora dessas, e o time de Minerva precisava manter a calma e jogar de forma confiante se quisessem ter alguma chance. Mudando o padrão dos picks e bans da série, a Progaming investiu no Varus, que havia sido escolha da CNB nos outros 3 jogos, e baniu todos os outros ADCarrys do meta, obrigando Pbo à jogar com um adc não convencional (no meta). Sivir seria a escolha dos Blumers, obrigando-os à segurar o jogo durante um bom tempo, já que tinham também um Ryze no time.

Os dois times escalavam bem para o late game, e ambos começaram da mesma forma: Um double kill para os midlaners. O jogo parecia que seria extremamente parelho, até Minerva começar a se destacar. Com seu Zac, ele conseguia encontrar brechas na defesa da CNB, e trabalhar fora da visão dos Blumers para gankar Pbo, e atrasar mais ainda a Sivir. Não havia muito que o Olaf de Turtle pudesse fazer além de gankar o top, única lane em que tinham pressão de rota. Mesmo sendo dominado pela Camille de Robo, Skybart demonstrou muita paciência para jogar com seu time, e aproveitar o enfoque do jungler inimigo em si mesmo para aliviar as outras rotas. Não deu outra. Luska chegou em um ponto muito forte, e conseguia dar muito dano em toda a equipe inimiga, e Minerva ficava cada vez mais tank. Foi inclusive ele, que iniciou a luta final que decretaria o fim do quarto jogo, e levaria a série para o 5º e decisivo jogo.

 

Jogo 5

O último e decisivo jogo. Os Blumers querendo provar sua boa fase. A Progaming buscando uma classificação inédita. Mas apenas um dos dois enfrentaria os guerreiros da Vivo Keyd. Não era hora de esconder táticas, jogar com picks seguros ou fazer o feijão com arroz. Era matar ou morrer.

E a CNB quase morreu.

Os picks e bans pareceram extremamente favoráveis à Progaming. Uma composição extremamente agressiva e que trabalhava em volta de iniciações em conjunto. Os Blumers trouxeram um Jarvan 4 top para Robo, e apostaram novamente nas forças de Rakin e Pbo para serem os carregadores. Mas a Progaming foi implacável.

Parecia injusto a forma como o time de Professor iniciava as lutas. Se é que podemos chamar aqueles pequenos massacres de lutas. As 5 ultimates eram utilizadas, e nem um Varus com purificar e uma Lulu ao seu lado conseguia sair com vida. A Progaming vinha com sangue nos olhos, forçando e acuando a CNB. Depois de começar perdendo, eles tinham uma chance clara de ganhar a série. Eram mais de 15 mil de ouro a frente, 7 torres a 2, e muita, muita vantagem em itens e mapa. Apenas um milagre, e dessa vez talvez nem um milagre, salvaria a CNB. Parecia que a retomada da equipe, que começara com uma vitória contra a Pain Gaming, havia chegado ao fim, e que os Blumers sucumbiriam logo na primeira fase da escalada.

Mas Rakin tinha outros planos. Impulsionado pela torcida, que gritava ferozmente o seu nome, o midlaner da CNB conseguiu comandar uma defesa impossível. Talvez a sua vontade de se provar, após um split apagado na reserva da Pain, estivesse finalmente se refletindo em seu gameplay. Talvez fosse toda a força de superação que ele conseguira após 2 semanas na reserva, não importava mais. Rakin estava determinado a ganhar esse jogo, e foi aos poucos dando cada vez mais dano. Com o passar do tempo, as pequenas pontadas de seu Azir se transformaram em uma ameaça letal para a Progaming. Rakin mais do que nunca estava imparável, implacável, e queria mais do que nunca uma vitória. A CNB, como time extremamente emotivo, se juntou ao seu Midlaner, e juntos conquistaram o Barão, e fizeram uma luta perfeita no Dragão Ancião. Se já não fosse o bastante ser o responsável por uma das maiores viradas do CBLoL, Rakin ainda fechou a série com um Pentakill, seu primeiro no competitivo.

 Em uma série histórica, a CNB ,que começou perdida, apática e desorientada, fez história, e mostrou que nenhum jogo está perdido. Os Blumers enfrentarão a Vivo Keyd amanhã valendo vaga no jogo contra a RED Canids.

Kcanibu

Na internet, Kcanibu é um youtuber, gamer e editor de vídeo apaixonado por tudo que envolva efeitos especiais e muito CGI. Fora da internet, Miguel cursa jornalismo na faculdade, lê todo e qualquer livro que apareça em sua estante e gasta as poucas horas que sobram vendo filmes e séries, e tentando escrever algo que preste.

Comentários

comentários