Clássicos dos quadrinhos: Mulher Maravilha de George Pérez

Gostou do filme da Maravilhosa? Vem com a gente conhecer uma de suas melhores fases dos quadrinhos

O ano tá acabando mas foi bastante intenso em termos de filmes de super heróis. Um dos grandes destaques sem dúvida foi o longa da Mulher Maravilha. Nos seus quadrinhos, ela teve e continua apresentando boas histórias também, algumas melhores do que as outras. Mas sem dúvida uma das fases favoritas entre os fãs de Diana se deu nas mãos de George Pérez. Ele trouxe de volta um dos elementos mais importantes da personagem, a mitologia greco-romana. Em minha opinião é impossível desvincular esse ponto das histórias da Mulher Maravilha e até tentaram fazer isso trazendo ela para um ambiente mais urbano na fase horrenda que foi publicada por aqui na revista Shazam! logo após o evento Zero Hora (horrível também, nem perca seu tempo). Inclusive nessa época a arte era de Mike Deodato, que nas palavras de Pérez “era um covarde por não desenhar todas as estrelhinhas do uniforme”.

E ele pode falar isso de boca cheia, pois além do roteiro, Pérez foi o responsável pela arte dessa fase. E que linda é essa arte. Além de desenhar o uniforme clássico com todas estrelhinhas, o corpo de Diana é atlético, como deve ser. Pérez também é um dos únicos desenhistas que não só faz o cabelo dela cacheado, mas também desenha cada um dos cachinhos. A Panini lançou toda esta fase em 4 volumes aqui no Brasil. O formato é o mesmo da Coleção Histórica Marvel e outras da DC como Super Powers, que já falamos aqui. Uma escolha bastante acertada, que permite o colecionador ir adquirindo aos poucos e aproveitando as promoções, ao contrário dos Omnibus caríssimos que saem lá fora. E as histórias? Fantásticas, literalmente. No primeiro volume temos a origem de Diana, que tem alguns elementos que foram incorporados no filme. Outro elemento que também aparece no filme e neste primeiro volume é a presença de Ares. Claro, que aqui com muito mais respeito e desenvolvimento do que o vilão mal caracterizado que apareceu no filme. No decorrer dos volumes somos brindados com outros vilões clássicos como A Mulher Leopardo (Cheetah, no original), um encontro (romântico mesmo) com o Superman (essa em co-autoria com John Byrne, outra estrela das hqs), a feiticeira Circe, além de todo panteão dos deuses como Zeus, Hermes, Afrodite, etc. Além da ação, Pérez trabalha com sensibilidade os conflitos internos de Diana que é obrigado a deixar a sua realidade segura na Ilha Paraíso e vir ao mundo dos homens, com costumes, valores e situações bem diferentes. Apesar de todo seu poder que também é explorado, o autor consegue transmitir muito bem que A Mulher Maravilha ainda é uma mulher, com sentimentos e questionamentos que qualquer um teria, independente do sexo. Enfim, uma coleção essencial para os fãs da personagem, quadrinhos ou mesmo aqueles que querem entrar neste mundo fantástico. Confira as capas e dados das edições a seguir.

Dados das edições

Lendas do Universo DC – Mulher Maravilha volume 1

Formato americano, capa cartão, papel offset, lombada quadrada, 180 páginas, R$ 25,90.

Para comprar a sua no Amazon, clique aqui

Lendas do Universo DC – Mulher Maravilha volume 2

Formato americano, capa cartão, papel offset, lombada quadrada, 180 páginas, R$ 25,90.

Para comprar a sua no Amazon, clique aqui

Lendas do Universo DC – Mulher Maravilha volume 3

Formato americano, capa cartão, papel offset, lombada quadrada, 164 páginas, R$ 25,90.

Para comprar a sua no Amazon, clique aqui

Lendas do Universo DC – Mulher Maravilha volume 4

Formato americano, capa cartão, papel offset, lombada quadrada, 164 páginas, R$ 25,90.

Para comprar a sua no Amazon, clique aqui

Químico, pai e professor no mundo real, Felipe, vulgo Nerd sempre foi apaixonado por quadrinhos,cinema e TV. Também adora escrever e discutir sobre os temas nas horas vagas, o que o trouxe a GameplayRJ, sua morada na internet.

Comentários

comentários