CBLoL | INTZ supera a KABUM | Keyd vence a Progaming

Picks supreendentes, novos caras se mostrando e velhas caras faltando. O 2º do CBLoL 2018 começou.

O CBLoL voltou! Times novos no campeonato, times tradicionais fora dele  e… Yasuo ADC? O Circuito Brasileiro de League of Legends voltou com tudo, com equipes um tanto diferentes e um Meta um tanto peculiar. Os 8 times lutam pelo título, a sonhada vaga no Mundial, e tudo que os separam de jogar contra os melhores times do mundo é um Master Yi na Jungle, um Yasuo ADC ou um Volibear na Botlane. O maior campeonato de League of Legends do Brasil finalmente está de volta.

INTZ 2 x 1 Kabum

A reunião de Absolut e Redbert na INTZ era a carta na mão dos intrépidos, que estreavam contra a Campeã do 1º Split do CBLoL. Em meio a um Patch cheio de incógnitas e surpresas, as duas equipes decidiram jogar o feijão com arroz e contaram com uma boa execução do Macro. Logo no início já era possível ver o grande Nerf nos ADCarrys. Mesmo com 800 de Ouro a frente, a Caitlyn de Titan não conseguia impactar nas lutas. A INTZ apenas agradecia ao Patch Notes e lutava com sua composição extremamente agressiva e explosiva. O jogo saiu do controle para a Kabum, que logo no começo amargou uma derrota.

O segundo jogo foi uma grande inversão de mapa. A Kabum conseguiu uma composição mais dominante, e exerceu a vantagem que tinha para criar aos poucos, uma vantagem de ouro. A Kai’sa nas mãos de Titan e a Zoe nas mãos de Dynquedo foram essenciais para a Kabum conseguir executar tanto pick offs quanto team fights muito bem. A INTZ tentou acelerar o jogo com um Xin Zhao e dar para Tay o posto de único grande Tanque do time, mas a Kabum não quis saber e pisou no acelerador. A primeira série do CBLoL iria para o terceiro e decisivo jogo.

O decisivo jogo já começou com alguns picks mais característicos do novo meta. Yasuo ADC e Quinn Top. Mesmo assim, a Kabum não conseguiu exercer uma grande pressão nas lanes. A INTZ abusou da pouca mobilidade defensiva do Yasuo e fez valer o “Acampamento” ou camp na botlane. Depois de anular o Atirador inimigo, a INTZ conseguiu minar as defesas da atual campeã brasileira, e não teve muitas dificuldades para fechar a partida e iniciar o 2º Split com vitória.

Vivo Keyd 2 x 0 Progaming

Se existe alguma incógnita nesse split, é o efeito do Bootcamp que a equipe da Keyd fez na Coréia do Sul, durante os último mês. Os guerreiros trouxeram um novo significado para “Jogar o fino da bola”, e dizimaram completamente a Progaming. Não houve respostas, porque responder as agressões e invasões precisas da Vivo Keyd não parecia ser possível neste primeiro jogo. Não é possível indicar um jogador que se destacou dentre os 5, já que todos conseguiram sincronizar o jogo de forma exemplar. Até agora, o Bootcamp parece ter surtido um efeito muito positivo para a Vivo Keyd.

O segundo jogo começou muito diferente. A Progaming entendeu o que tinha que fazer para derrotar a Vivo Keyd, e fez um draft pensando em forçar as rotas, aproveitando a falta de protagonismo de dano (pelo menos no início do jogo) dos Guerreiros. A Zoe de Vert estava dando muito trabalho aos adversários, e tudo indicava que a série seria definida no terceiro jogo. Mas a Keyd se reergueu em meio à toda confusão da partida e conseguiu importantes pick offs nos carregadores. Foi depois de um Quadrakill de Micao (que nunca vai conseguir um penta nessa equipe) que a Keyd abriu o meio, fez o Barão e encaminhou o jogo.

Na internet, Kcanibu é um youtuber, gamer e editor de vídeo apaixonado por tudo que envolva efeitos especiais e muito CGI. Fora da internet, Miguel cursa jornalismo na faculdade, lê todo e qualquer livro que apareça em sua estante e gasta as poucas horas que sobram vendo filmes e séries, e tentando escrever algo que preste.

Comentários

comentários