ASSISTIMOS | Vingadores: Guerra Infinita

A Guerra Infinita começou! Mas será que valeram os 10 anos de espera? Confira com a gente

E chegou a hora meus amigos. Um evento que foi arquitetado por 10 anos e 18 filmes no chamado MCU (Universo Cinematográfico da Marvel) e de cara já digo, a espera valeu muito a pena! A Marvel começou essa saga desde 2008 quando Homem de Ferro chegou as telonas. Subestimado na época por se tratar de um personagem que não era dos mais populares da editora, fez ótimos números e apresentou além de um ótimo filme, o começo de um evento que culminaria em Vingadores: Guerra Infinita. Isto sim que é planejamento e já começo falando de Guerra Infinita por aí. Se você não assistiu os filmes anteriores não vai aproveitar a experiência completa. Há várias menções dos longas anteriores e se você ainda não sabe quem são os personagens ou onde estão no momento que começa o filme, pode esquecer pois não há espaço (felizmente) para recordatórios. O filme utiliza suas 2 horas e 36 minutos para entregar ao telespectador a batalha dos heróis contra Thanos e sua busca pelo poder. E que vilão incrível! Sem dúvida a estrela central do filme do começo ao fim. Confesso que antes de assistir ao longa estava preocupado com a falta de background do personagem durante os longas anteriores. Cheguei inclusive a comentar isto na eleição de suas melhores histórias. Aliás, se você quer completar a experiência cinematográfica clique aqui e veja a nossa seleção. Mas a Marvel surpreendeu novamente e utiliza muito bem a duração do longa apresentando não só isto, mas muita informação de maneira brilhante. E não se preocupe, pois em nenhum momento temos um filme maçante. Pelo contrário, há muita ação, revelações de mistérios e twists que são um delírio para o fã dos filmes e claro, dos quadrinhos. Também vale ressaltar que apesar do número grande de personagens, os irmãos Russo conseguiram explorar a todos, todos mesmo, em excelentes cenas. Seja qual for seu herói favorito você vai se deliciar com ótimos momentos. Claro, que alguns ganham mais destaque, afinal estamos falando do vilão mais poderoso do Universo.

E a missão dos nossos queridos personagens é uma das mais difíceis de sua vida. Afinal, como derrotar um ser que está prestes a adquirir o poder infinito e destruir o Universo? Josh Brolin nos entrega simplesmente o melhor vilão do MCU em uma atuação comedida, não caricata e muito fiel a personalidade do personagem nas hqs. Este é um ponto sem estragar a experiência de quem nos segue que mostra a importância dos filmes anteriores. Tirando Loki, Killmonger e mais recentemente o Abutre, que creio que a maioria vai concordar que foram os melhores vilões nestes 10 anos de filmes, não tivemos vilões memoráveis. E tudo isso convergiu para a Marvel nos entregar todo o brilho e força que Thanos merece. Ainda falando de elenco, todos estão extremamente a vontade em seus papéis, resultado novamente de um ótimo planejamento a longo prazo. Mesmo os mais recentes como Homem Aranha e Pantera Negra (e toda sua corte) tem momentos memoráveis e nos entregam o que todo fã mais deseja, uma caracterização incrível de seus personagens favoritos das hqs nas telonas. Eu que li Desafio Infinito na década de 90 quando saiu pela abril, nem utilizando de toda minha imaginação (e quem me conhece sabe que é enorme), sonharia em ver na telona o vilão Thanos lutando com os maiores heróis da Terra. E não, não estou dando spoiler. Aos mais puristas fica o aviso, o filme bebe de diferentes fontes e não somente deste grande clássico do personagem. Muitas delas selecionadas por nós na seleção que fizemos das hqs. Mas de forma alguma isso diminui o filme. Temos por exemplo a Ordem Negra que não são aqueles capangas que só apanham o filme todo. Cada um é explorado mostrando seus poderes e sua importância para o plano de conquista do Titã Louco. É claro que Thanos não poderia ter uma elite do seu exército de personagens fracos, como os Chitauri dos Vingadores, que como já apresentado em 2012, se tratavam de um teste de nossas defesas. E acho que já falei bastante. Dizer mais seria estragar a experiência de nosso leitor. E que experiência incrível. Por fim vale ressaltar a excelente campanha da Marvel com a hashtag #ThanosExigeSeuSilêncio ou seja, vá assistir sem saber nenhum spoiler, um problema lamentável de nossos dias…Agora é aguardar os próximos filmes do MCU, especialmente Vingadores 4, ainda sem título definido. E claro, enquanto aguardamos continuar nos divertindo com estes que não são apenas filmes, mas uma experiência cinematográfica. Agradecemos a Disney pelo convite para pré estréia.

Felipe

Químico, pai e professor no mundo real, Felipe, vulgo Nerd sempre foi apaixonado por quadrinhos,cinema e TV. Também adora escrever e discutir sobre os temas nas horas vagas, o que o trouxe a GameplayRJ, sua morada na internet.

Comentários

comentários