Assistimos | Um lugar silencioso

Gosta de suspense e terror? Então você não pode perder essa estréia! Confira a nossa análise.

Estreou semana passada no Brasil o filme Um Lugar Silencioso, longa de suspense e terror dirigido John Krasinski (Manchester à Beira Mar), que também estrela o filme, além da bela e talentosa Emily Blunt (O Diabo veste Prada, Os Agentes do Destino). Como sempre, nossa análise não tem spoilers, então pode ficar tranquilo. Aliás, já começo por aí. Recomendo que você não leia nada na internet e não veja o segundo trailer (o da nossa postagem é o primeiro) que não contém informações excessivas. Na trama, em uma fazenda dos Estados Unidos, uma família do meio-oeste é perseguida por uma entidade fantasmagórica assustadora. Para se protegerem, eles devem permanecer em silêncio absoluto, a qualquer custo, pois o perigo é ativado pela percepção do som. E é isso. Não dá para revelar mais da trama sem estragar o filme. Sério. Vá somente com isso. Tem um monstro, eles não podem fazer barulho e estão isolados.

O resto já é metade da diversão do filme. Quem é o monstro, como chegaram nessa situação e porque eles não podem fazer barulho são as três questões que são a força motriz do filme. E outra recomendação. Vá em uma sessão no horário mais escroto possível, tipo logo depois do almoço. Porque o silêncio seria a quarta força do filme. E ter alguém ao seu lado mexendo no celular, ou mascando pipoca (tá, eu gosto também, mas aqui é impossível!) vai prejudicar sua experiência. Falo por experiência própria…e olhe que peguei uma sessão a tarde e na segunda semana de exibição. Enfim, voltando a esse ponto, as tomadas em silêncio revelam todo o potencial dos atores que conseguem trazer através de gestos e expressões tudo o que seria expresso em falas. Além disso, como de costume os sustos repentinos se perdem se houver outros ruídos na sala. Confesso que não dei muita bola quando vi o trailer, mas quando vi um tweet do Stephen King elogiando o filme e outros amigos comentando não podia deixar de conferir. E o que mais poderia dizer? Os artifícios que eles utilizam para evitar os barulhos são geniais, a construção da tensão e as viradas de ritmo são alucinantes. E é isso. Atuações maravilhosas, tensão do começo ao fim e até alguns plot twists fazem de Um Lugar Silencioso um filme que foge do lugar comum de tantas produções do gênero que inundam nossas salas todos os meses. Então corra para sua sala favorita e divirta-se.

 

Químico, pai e professor no mundo real, Felipe, vulgo Nerd sempre foi apaixonado por quadrinhos,cinema e TV. Também adora escrever e discutir sobre os temas nas horas vagas, o que o trouxe a GameplayRJ, sua morada na internet.

Comentários

comentários