Assistimos | Creed II

Confira nossa análise completa do novo longa da franquia

Estreou nos cinemas na última quinta, 24 de janeiro o longa Creed II, sequência do longa de 2015. Vamos a sinopse oficial divulgada pela Warner Bros:

“A vida se tornou um ato de equilíbrio para Adonis Creed. Entre obrigações pessoais e treinamento para a próxima grande luta, ele enfrenta o desafio de sua vida. Enfrentar um adversário que tem laços com o passado de sua família só intensifica sua batalha iminente no ringue. Rocky Balboa está ao seu lado, e juntos, Rocky e Adonis irão confrontar o legado que compartilham, questionar pelo que vale a pena lutar e descobrir que nada é mais importante que família. Creed II retorna ao básico para redescobrir o que faz de você um campeão em primeiro lugar, lembrando que, não importa onde você vá, você não pode escapar de sua história.”

O novo desafio de Adonis (Michael B. Jordan) no caso é Viktor Drago (Florian Munteanu), filho de Ivan Drago (Dolph Lundgren). Para quem não assistiu aos filmes clássicos, Ivan matou Apolo, pai de Adonis em Rocky IV, em uma luta nos filmes originais da franquia. Rocky então vinga o amigo derrotando o russo em seu próprio país. A vida do boxeador russo desmoronou após isso e só lhe restou o gosto amargo da derrota. O drama está pronto, só falta um mau elemento, no caso, Buddy Marcelle (Russell Hornsby), um empresário de olho na grana, para botar a nova geração se enfrentando no ringue. O filme é um pouco longo na minha opinião e lá pela metade perde o ritmo e se torna um pouco cansativo. Recheado de clichês do genêro, certamente vai agradar quem assistiu a toda saga de Rocky. Logicamente, mas não custa avisar, não pode ser assistido por aquelas pessoas que caem de para quedas no cinema e compram ingresso na hora da sessão. O filme continua a saga longeva dos boxeadores com coração, mas começa, ou termina andando com suas próprias pernas. Stalonne manda muito bem em um dos papéis que o consagrou, trazendo naturalmente todos os trejeitos do garanhão italiano. Michael B. Jordan galga mais um passo em sua própria consagração como ator de filmes de ação. Muito a vontade com seu papel ele traz um pouco mais de humanidade ao personagem. O núcleo dos russos também funciona muito bem e conta com a participação especial de Brigitte Nielsen como Ludmilla Drago, que deu as caras nos filmes clássicos, e volta como mãe de Viktor e ex de Drago. Como mensagem do filme fica a alma do lutador, a superação pelo esforço e do ser humano, a emoção da vitória e a importância do legado de nossas vidas. Não espere um roteiro muito profundo, como não deveria ser mesmo, ainda que traga os clássicos discursos eloquentes  e inspiradores característicos da franquia. O filme fecha muito bem a saga do personagem Rocky Balboa e o próprio Stallone já disse que não deseja voltar ao personagem. Resta então aguardar se teremos uma sequência da saga de Adonis Creed. Agradecemos a Warner Bros Brasil pelo convite para a pré estréia e fiquem ligados para mais novidades aqui no GamePlay RJ.

Químico, pai e professor no mundo real, Felipe, vulgo Nerd sempre foi apaixonado por quadrinhos,cinema e TV. Também adora escrever e discutir sobre os temas nas horas vagas, o que o trouxe a GameplayRJ, sua morada na internet.

Comentários

comentários